Webmail

Setembro amarelo – Prevenção ao suicídio


Edição: 09-18

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo.
O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.
São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais.
O Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios. Em 2012 foram 11.821 mortes, 9.198 homens e 2.623 mulheres. Entre 2000 e 2012 houve um aumento de 10,4% na quantidade de mortes, sendo observado um aumento de mais de 30% em jovens.
Os dois principais fatores de risco são a tentativa prévia de suicídio e a doença mental. Os transtornos psiquiátricos mais comuns incluem depressão, transtorno bipolar, alcoolismo e abuso/dependência de outras drogas, transtornos de personalidade e esquizofrenia.
O suicídio é uma grande questão de saúde pública em todos os países. Segundo a OMA (2014) é possível prevenir o suicídio, desde que, entre outras medidas, os profissionais de saúde, de todos os níveis de atenção, estejam aptos a reconhecerem os fatores de risco presentes, a fim de determinar medidas para reduzir tal risco e evitar o suicídio.
A população deve ser informada e sensibilizada que o suicídio é um problema de saúde pública que pode ser prevenido, estar atenta aos sinais de quem está próximo, cuidar da saúde mental e orientar ou procurar ajuda e atendimento profissional, por psiquiatra.

 

Fonte:https://campanhasetembroamarelo.com.br
 

PROGRAMAS



CERTIFICAÇÕES


BUSCA