Webmail

Biotina pode interferir em testes laboratoriais


Edição: 12-17

A FDA está alertando, por comunicado emitido em 28/11, o público, médicos, laboratórios e desenvolvedores de testes de laboratório de que a biotina pode interferir significativamente em certos exames laboratoriais.

 

A biotina em amostras de pacientes pode causar resultados falsamente altos ou falsamente baixos, dependendo do teste, que podem levar a um tratamento inapropriado ou diagnóstico incorreto. Por exemplo, um resultado falso baixo para a troponina, um biomarcador clinicamente importante para ajudar no diagnóstico de ataques cardíacos, pode levar a um diagnóstico equivocado e potencialmente implicações clínicas graves.

 

Os níveis de biotina superiores à dose diária recomendada podem causar interferência nos exames laboratoriais. Muitos suplementos dietéticos para os benefícios do cabelo, da pele e das unhas contêm níveis de biotina até 650 vezes a ingestão diária recomendada de biotina. Os médicos também podem recomendar níveis elevados de biotina para pacientes com certas condições, como a esclerose múltipla (MS). Os pacientes e os médicos podem desconhecer a interferência da biotina em ensaios laboratoriais. Mesmo os médicos que estão cientes dessa interferência provavelmente não sabem se, e quanto de biotina, os pacientes estão tomando.

 

A FDA está trabalhando com as partes interessadas para entender melhor a interferência da biotina com testes laboratoriais e desenvolver futuras recomendações para testes seguros em pacientes que tomam níveis elevados de biotina ao utilizarem testes laboratoriais com a tecnologia de biotina. O FDA está monitorando relatórios de eventos adversos associados à interferência de biotina com testes laboratoriais e atualizará o público se novas informações estiverem disponíveis.

 

Contexto: Muitos testes de laboratório utilizam tecnologia/metodologia com biotina devido à sua capacidade de ligação com proteínas específicas que podem ser medidas para detectar certas condições de saúde. Por exemplo, a biotina é utilizada em testes hormonais e testes para marcadores de saúde cardíaca como a troponina. A biotina, também conhecida como vitamina B7, é uma vitamina solúvel em água freqüentemente encontrada em vitaminas múltiplas, vitaminas pré-natais e suplementos dietéticos comercializados para o crescimento do cabelo, da pele e das unhas.

 

Consulte o comunicado e recomendações do FDA na integra no link abaixo.

 

Fonte:https://www.fda.gov/MedicalDevices/Safety/AlertsandNotices/ucm586505.htm 

 

PROGRAMAS



CERTIFICAÇÕES


BUSCA